Publicidade
Publicidade

Cicloativista assume cargo no setor de mobilidade da Setran

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail
Ativista pintou a 1.ª ciclofaixa "pirata" de Curitiba.

Ativista pintou a 1.ª ciclofaixa “pirata” de Curitiba.

O coordenador-geral da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu (CicloIguaçu), Jorge Brand, o Goura, assumirá um cargo comissionado na Coordenação de Mobilidade Urbana da Secretaria de Trânsito de Curitiba (Setran) a partir desta segunda-feira (2). O órgão é responsável pela elaboração de políticas públicas, planejamento e acompanhamento de projetos voltados à segurança e circulação de pedestres, cadeirantes e ciclistas no contexto do trânsito urbano.

Em nota publicada no início da tarde deste domingo (1º) na página da CicloIguaçu, Goura renunciou ao comando da associação e convocou uma Assembleia Geral que definirá a realização de eleições internas da entidade ciclística.

A mudança na Coordenação de Mobilidade Urbana da Secretaria de Trânsito (Setran) havia sido iniciada no dia 21 de janeiro com a nomeação do então coordenador Danilo Herek para exercer cargo em comissão e prestar serviços no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Para o seu lugar à frente do órgão foi nomeado o arquiteto Gustavo Garrett, servidor da Setran em regime estatutário, que contará com o auxílio do cicloativista nas atividades da coordenação. A nomeação de Jorge Brand deverá ser oficializada no Diário Oficial do Município nos próximos dias.

Segundo Goura, seu trabalho na Setran terá como objetivos principais trabalhar nas áreas da comunicação, educação e fiscalização, promovendo ações pontuais em locais indicados pelos ciclistas e usuários. “Também vamos continuar na consolidação do trabalho do Centro Acalmado e das Áreas 30, além de fortalecer a sinalização horizontal nos cruzamentos e nas próprias ciclovias para reduzir os conflitos”, explica.

Goura diz que também pretende trabalhar em conjunto com outros departamentos da Setran e órgãos da administração pública municipal para fortalecer a acessibilidade em Curitiba. “Vamos pensar antecipadamente em ações para o Dia Mundial sem Carro, avançar na implantação de paraciclos em áreas públicas e fortalecer o cicloturismo na cidade”. Ele pretende ainda retomar uma discussão com agentes e o sindicato da categoria com o objetivo de reativar os trabalhos da ciclopatrulha da Setran.

Mesmo com a renúncia da coordenação-geral, Goura continuará atuando como associado da CicloIguaçu. Além dele, outros três membros da entidade também possuem cargos comissionados na administração municipal.

Perfil

Goura assumirá a Coordenação de Mobilidade Urbana da Setran

Goura assumirá a Coordenação de Mobilidade Urbana da Setran.

Jorge Gomes de Oliveira Brand (35 anos), o Goura, é fundador e coordenador-geral da CicloIguaçu desde a fundação da entidade em maio de 2011. É mestre em filosofia pela UFPR, professor de filosofia e yoga e autor do livro O Grande Meio-Dia (L-Dopa Publicações, 2013).

Desde 2005, atua como cicloativista em Curitiba, tendo participado das primeiras Bicicletadas da capital paranaense e de ações de intervenção urbana, como a pintura da “ciclofaixa pirata” na Rua Augusto Stresser em 2007.

A frente da CicloIguaçu, Goura coordenou a iniciativa de construção coletiva da Praça de Bolso do Ciclista e diversas ações para tornar o uso da bicicleta mais seguro no trânsito urbano.

Nas eleições de 2014, Goura lançou-se candidato ao cargo de Deputado Federal pelo Partido Verde. Obteve 13.265 votos e não foi eleito.

A coordenação

Gabinete da Coordenação de Mobilidade.

Gabinete da Coordenação de Mobilidade Urbana da Setran.

A Coordenação de Mobilidade Urbana foi criada em setembro de 2013. Dentro da estrutura da Setran, a coordenação é subordinada diretamente à secretária Luiza Simonelli e conta com os recursos orçamentários do gabinete.

A criação de um órgão municipal dedicado ao transporte não-motorizado foi um dos dez compromissos assumidos pelo prefeito Fruet com a CicloIguaçu durante o período da campanha eleitoral de 2012. O documento estabelece como meta do órgão “a ampliação de rede cicloviária e sua constante manutenção e aprimoramento, assim como dedicar-se a garantir calçadas em igual condição de uso”.

Publicidade
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *