Publicidade
Publicidade

Transpantaneira no Pedal: ela pergunta, ele responde

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail
IMG_1807
Alexandre: “A bicicleta é saudável, ecológica, silenciosa e lhe permite chegar bem próximo aos animais e viver uma aventura única”.

Nome: Alexandre Costa Nascimento
Idade: 28 anos
Profissão: Jornalista

Como surgiu essa ideia de conhecer o Pantanal de bicicleta?
Esse já era um sonho antigo, que vinha adiando há muito tempo. Conheci o Pantanal do Mato Grosso do Sul, na região de Aquidauana, durante a infância e desde que descobri que havia uma estrada atravessando a região norte do Pantanal, no Mato Grosso, tive vontade de percorrê-la de bicicleta. Neste ano consegui realizar meu sonho ao juntar três paixões: a Andreza, a bicicleta e a natureza.

O que mais te impressionou no Pantanal?
O Pantanal é mágico e tem uma beleza indescritível: os animais, os sons da mata, o céu. Tudo é lindo e perfeito. Mas acho que a cena que mais me tocou foi quando vi o primeiro ninho de tuiuiús – ave símbolo do Pantanal –, no topo de uma árvore seca, com a mãe levando comida para os filhotes.

Na sua opinião, por que o passeio de bicicleta fica mais emocionante do que de carro?
O objetivo de quem faz um passeio como este de bicicleta não é chegar ao destino. É curtir e viver o percurso a cada pedalada. De carro as coisas passam rápido, o motor faz barulho, polui e espanta os animais. A bicicleta é saudável, ecológica, silenciosa e lhe permite chegar bem próximo aos animais e viver uma aventura única. Muita gente vem até aqui, atravessa os 140 km da Transpantaneira de carro e acha que “chegou” ao Pantanal, mesmo tendo deixado para trás 95% das belezas do lugar.

Qual o aprendizado depois dessa aventura?
Preservar é preciso, pedalar também.

Você faria tudo de novo, exatamente igual?
Sim, exatamente igual e indico para amigos e aventureiros que também o façam, desde que sobre uma bicicleta e preservando cada milímetro deste paraíso.

Leia: Ele pergunta, ela responde

Publicidade

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *