Publicidade
Publicidade

Transpantaneira no Pedal: ele pergunta, ela responde

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedintumblrmail
IMG_1780-624x467
Andreza: “Todo mundo tem que viver uma grande aventura ao menos uma vez na vida”.

Nome: Andreza Gambélli Lucas Costa Nascimento
Idade: 27 anos
Profissão: Farmacêutica Homeopata

Como surgiu essa ideia de conhecer o Pantanal de bicicleta?
Pesquisando na internet sobre o destino de nossas férias o Pantanal entrou como uma opção. O Alexandre já tinha uma vontade antiga de conhecer a região e juntos optamos por irmos de bicicleta para poder aproveitar melhor a viagem e ter maior contato com a natureza.

Durante o trajeto, você sentiu medo?Sim. O maior medo foi no segundo dia, quando descobri que o trajeto era de 80 quilômetros, e não 40 km, como havíamos pensado inicialmente. A maior preocupação foi a de não conseguir chegar em Porto Jofre ainda durante o dia e ter que pedalar na Transpantaneira durante a noite. Dizem que esse é o horário em que as onças saem para a caça.

Você recomendaria aos outros que fizessem essa viagem? Que dica você daria?
Sim. Esse é uma viagem inesquecível, onde o contato com a natureza é muito forte e você consegue ver animais que não está acostumado. Além disso, todo mundo tem que viver uma grande aventura ao menos uma vez na vida. A dica é levar somente o necessário – incluindo aí ferramentas, água, repelente e filtro solar e comida.

Qual o aprendizado depois dessa aventura?Com preparo e sem exceder os limites, tudo é possível.

Você faria tudo de novo, exatamente igual?
Sim, mas carregaria menos peso, mais água e repelente.

Leia: Ela pergunta, ele responde

Publicidade

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *